Terça-feira, 1 de Julho de 2008

Não tragas outro amigo também

 

Fico sempre desconfiado dos que dizem que preferem um jantar em casa com os amigos do que ir jantar fora. São, normalmente, os mesmos que dizem que não têm paciência para ir beber um copo a um lado qualquer e preferem convidar os amigos – de sempre, claro está – para um serão no lar, doce lar. Nas raras ocasiões em que têm mesmo de sair do seu castelinho fazem aquelas rodinhas irritantes que só falta terem uma legenda por cima a dizer: não incomodar, não estamos interessados em conhecer mais ninguém.

Estão contentes com eles próprios, estes cidadãos e cidadãs. Têm os amigos certos, a família que querem, os filhos dão-se com os filhos dos amigos, passam férias todos no mesmo sítio, viajam em conjunto, a casa é a desejada – com um pequeno barbecue até, para as jantaradas.

Com estes queridos amigos não há novidades: pensam todos o mesmo sobre tudo – ok, nem tudo. Há uns que são do Sporting, outros do Benfica e até há um que é do Porto – e portanto não há discussões estúpidas que não levam a lado nenhum. Há uns concursos para ver quem é mais eloquente na defesa do que todos acreditam ou no ataque ao que todos detestam.

São todos de direita ou de esquerda, cristãos ou ateus, homo ou heterossexuais e, sobretudo, não querem ouvir nada de novo, algo que os confunda, que os agite, que, num momento de loucura, possa parecer fazer sentido.  

Para quê, se está tudo tão bem?

publicado por Pedro Marques Lopes às 19:14
link do post | comentar
8 comentários:
De Anónimo a 1 de Julho de 2008 às 22:21
porra, é mesmo isso. Frederico
De Blondie a 1 de Julho de 2008 às 23:12
Penso que todos nós conhecemos quem se enquadre perfeitamente no que está brilhantemente descrito.
Gostei do blog.
De Morder-te a 2 de Julho de 2008 às 10:15
Acho que nós todos nos conseguimos enquadrar um pouco no que está aqui escrito. Gosto do deste blog.
De Carmo a 2 de Julho de 2008 às 10:54
Eu acho que está tão enganado... Jantar em casa com amigos é fantástico.. e não é (ou não tem de ser) pelos motivos que apontou. É um jantar que se pode prolongar por muito mais horas, onde se pode conversar (sem barulho) com uma música escolhida ao nosso gosto...um verdadeiro prazer... E eu também adoro jantar fora... São duas coisas totalmente diferentes e portanto incomparáveis.
De Anónimo a 2 de Julho de 2008 às 11:23
É só conversa da treta, lana caprina...
De Dracul a 2 de Julho de 2008 às 13:29
A lógica dos jantares em casa é precisamente contrária ao título do post. Vão os amigos de sempre e que tragam os seus outros amigos também.
A diferença está na música, claro está, mas não só: com o preço de duas doses lá fora enche-se uma mesa cá dentro. E há sempre lugar para mais um.
O resto é conversa.
De Guitinha a 2 de Julho de 2008 às 22:18
Lamento ser tão bruta mas não sei perguntar isto de outra forma.... Q raio de amigos tens tu???
Confesso q adoro jantares na minha casa e c os amigos, q não têm de ser os de sempre. Gosto de apresentar os meus amigos 1s aos outros. Os recentes e os antigos...
N tenho partido politico, sou do FC Porto assumida e não tenho tempo p conversas chatas. Mas não digo q não a 1 jogo de Uno... lol
Se quiseres convido-te p 1 dos meus jantares...

De Pedro Marques Lopes a 2 de Julho de 2008 às 22:22
venha daí esse convite. Também sou do glorioso azul e branco. Obrigado

Comentar post

Autores

Pesquisar

Últimos posts

Contra nós temos os dias

Do desprezo pela história...

É urgente grandolar o cor...

Metafísica do Metro

A Revolução da Esperança

Autores do Condomínio

Hipocondria dos afectos

A família ama Duvall

Notícias do apocalipse

Meia idade comparado com ...

Arquivo

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

Subscrever