Sábado, 12 de Abril de 2008

Vingança! (ou uma crónica inevitável)

A infância traz marcas que nos perseguem, como fantasmas. No meu caso lembro-me distintamente da segunda pergunta que os meus novos amigos me faziam (a primeira era "como te chamas")

-És do Benfica ou do Sporting ?,

nesses tempos distantes em que a capital portuguesa dominava olimpicamente o futebol e a expressão "sociedade anónima" lembrava apenas escritórios mal iluminados nas ruas da Baixa.. A pergunta era aquela, então,"Benfica ou Sporting", as respostas possiveis contidas no enunciado. E a minha era invariavelmente a mesma, sincera e natural como respirar


 -Sou da Académica,

 algo que me parecia extremamente normal e até motivo de particular
orgulho. Mas não para os meus infantis amigos

 -De quem?,

 perguntavam, aturdidos pela bizarria, pela excentricidade. Não havia vida futebolística além dos dois grandes rivais lisboetas, com excepção
possível de um Belenenses, clube de vetustos avós, ou - Deus nos livrasse! - do Futebol Clube do Porto. Agora, da Académica, aos seis anos, ninguém era,muito menos alguém nado e criado em Lisboa.
 Excepto eu. E ainda o sou, e sempre o serei, até porque acredito que a
 Académica de Coimbra é o clube de futebol mais romântico do mundo. Umclube de estetas, de dandies do futebol, que aceitam as derrotas como parte da vida e não existem em função exclusiva das vitórias.

O tempo, felizmente, tem-me vindo a dar razão, e não disfarço algum contentamento com isso. Quero dizer, a parte das derrotas chateia-me de morte, como a todos os apaixonados. A diferença é que quem é da Académica sabe viver com isso, porque tem a certeza de que tanto ganhar como perder faz parte do património do clube.
.
 Porém, no capítulo das solenes embirrações que me assolam sobre esta matéria, uma há que me põe sociopata. É quando alguém replica, após saber da minha filiação clubística, que a Académica é um clube "simpático".
Simpático?! Simpático é o senhor que deixa passar a velhinha para a frente da fila - a Briosa é um clube brilhante, elitista e inteligente, e que conta, como todo o Universo deveria saber, com os melhores adeptos do planeta.

A magia da Briosa é única e entranha-se. A mim, apanhou-me quando vi com o meu pai (academista) uma final da Taça de Portugal - por acaso, uma que ficou na história, a de 1969. Jogámos e perdemos com o Benfica de Eusébio, por dois a um. Tínhamos na altura uma super equipa - em que pontificava,curiosamente, Artur Jorge -, mas o que mais me impressionou (com 5 anos) foi o ambiente que se vivia no estádio. Mais tarde vim a saber que se tratava da célebre greve académica, e que a Briosa era vista como uma equipa "anti-regime". Mas a entrada dos jogadores, vestidos com as capas negras - sim, eles estudavam mesmo! - , o maravilhoso toque de bola e passe curto (marca registada de Coimbra) e a festa que se fez antes, durante e depois no Estádio Nacional marcou-me para sempre.

Não se pode achar "simpatico" um clube assim. Tem que se amá-lo, com o rigoroso exagero da paixão. E vingá-lo, como o agora o faço com décadas de atraso, perante os meus infantis amigos que não sabiam quem era a Académica de Coimbra.

 

(publicado em 2005, na revista Epicur)

publicado por Nuno Miguel Guedes às 20:11
link do post | comentar
7 comentários:
De Ana a 15 de Abril de 2008 às 01:13
Achei uma ternura, no metro, após o jogo de 6ª feira, um pai com um cachecol da Académica em alegre cavaqueira com o seu filho de 8 anos, todo equipado à Benfica. O menino brincava com o pai e perguntou-lhe a determinada altura:"queres que dê corda aos meus lábios e te conte dos que perdeste?" ao que o pai respondeu baixinho:"sim, sim, mas nós não assobiamos os nossos jogadores"
De Nuno Miguel Guedes a 15 de Abril de 2008 às 01:38
Nem mais, Ana. É outra maneira de vr o jogo, que nos está entranhada. Por outro lado, o meu filho de 8 anos é sportinguista, e foi o primeiro a dizer-me: «Estou quase tão contente como o pai».
De isabel a 15 de Abril de 2008 às 10:12
olá Nuno

Eu também fiquei muito contente, a Académica já não é a Académica de 1969, mas ainda há pouco por lá havia estudantes (agora não sei). Mas sim, ainda é um clube diferente. Os miudos de Coimbra, falo pelo meu filho e por outros que conheço são da Académica e depois do Sporting ou do Benfica: o João já chegou a ir ver um jogo académica sporting com cachecóis dos 2 clubes.
De Nuno Miguel Guedes a 15 de Abril de 2008 às 16:28
Olá Isabel.
Sim, ainda há quem aproveite para estudar. Neste plantel penso que um ou dois estão matriculados, mas é óbvio que os tempos mudaram e a profissionalização domina tudo.
Agora isso de ter dois clubes...é o que me dói mais, embora compreenda. Mas francamente prefiro que o meu filho seja só do Sporting do que de um e depois de outro, independentemente da ordem ou clube. Tem que se estar apaixonado (e não fanatizado), e a paixão por um clube é monogâmica.
De romudas a 17 de Abril de 2008 às 17:04
Bem, se tivesse visto essa final da Taça talvez torcesse pela Briosa também. No entanto sou lagarto de gema e o momento em que percebi isso foi durante os célebres, e aparentemente irrepetíveis, 6-3, em que JVP e companhia cilindraram o Sporting. Tinha aí uns 6 ou 7 anos e no final do jogo o meu pai, lagartão convicto, disse-me "pá, tás a ver o que é ser do Sporting. Queres continuar a sê-lo? É que ainda vais a tempo de mudar". Já naquela altura ache que foi das perguntas mais estúpidas que me podiam fazer. E eu, encolhendo os ombros e esboçando um sorriso, disse-lhe "Pai, então e o que queres que te faça? O Sporting é assim mesmo, né? Então continuo a ser do Sporting".
De Ines a 18 de Abril de 2008 às 15:54
A minha filha, de 6 anos, nada e criada em Lisboa, responde com o mesmo orgulho "sou da Académica". O espanto mantém-se hoje em dia, continua a haver poucas alternativas aos 2 grandes da 2ª circular, mas, pelo menos na semana a seguir aos 3-0, os colegas olharam-na com merecido respeito e acho que com alguma inveja..
De grosso a 11 de Outubro de 2010 às 13:14
pois ?com a verdade me enganas sou da academica jogo no olhão mas sou perna de pau .
Tu es es mais tipo camaleão e dalti«onico que outra cois tal ,e por bichos deses e destas feitas que esta o pais metido com este estrume na merda...

eras mais da mocidade portuguesa ou da anp que um pretogues de gema..

Comentar post

Autores

Pesquisar

Últimos posts

Contra nós temos os dias

Do desprezo pela história...

É urgente grandolar o cor...

Metafísica do Metro

A Revolução da Esperança

Autores do Condomínio

Hipocondria dos afectos

A família ama Duvall

Notícias do apocalipse

Meia idade comparado com ...

Arquivo

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

Subscrever