Domingo, 26 de Fevereiro de 2012

Valeu

 
 
Rubem Fonseca, em pé, dizendo coisas sérias com a maior das levezas. É isso que é a melhor comunicação, sobretudo em eventos literários. Sem maldade, meteu-se com todos - até com Eduardo Lourenço, que sorriu, pouco intelectual e muito homem. Humanizou a literatura e a vida, Rubem. Chamou-nos loucos.  Tirou-nos daquele ar sério em que queremos à força toda ser metidos. Despenteou o ambiente e a literatice. Podia ter feito o arzinho do escritor premiado que diz umas frases vagas e poéticas para impressionar a assistência e ter umas manchetes neutras nas secções de cultura dos jornais. Não. Colocou um picante seu, citou - muito citou ele - mas citou como quem tem um bate-papo com a tradição literária para melhor entender o ofício da escrita. E, já agora, passar esse entendimento a quem o quisesse ouvir. A ideia não foi falar para dentro. Quis falar com os que estavam à frente e com os que estavam em cima. Com novos e velhos.  Sem medos de ferir este e aquele com os seus apartes cómicos. Chamou, com humorística ternura, "meninos" aos que estavam na mesa.  Falou, além da loucura e da alfabetização, da motivação que é preciso para escrever. Teve verve. Rubem foi na Póvoa uma pessoa e uma personagem, daquelas que fazem falta a um mundo de estantes muitos direitas e de livros muitos arrumadinhos. Sim, nisto não houve Acordo algum. Se Valter Hugo Mãe foi há uns meses ao Brasil para fazer chorar os brasileiros, Rubem Fonseca veio agora a Portugal para nos fazer rir - ele que é descendente de portugueses.  Valeu.
publicado por Nuno Costa Santos às 22:57
link do post | comentar

Autores

Pesquisar

Últimos posts

Contra nós temos os dias

Do desprezo pela história...

É urgente grandolar o cor...

Metafísica do Metro

A Revolução da Esperança

Autores do Condomínio

Hipocondria dos afectos

A família ama Duvall

Notícias do apocalipse

Meia idade comparado com ...

Arquivo

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

Subscrever